27 julho 2009

Confecção do Aparelho de protração mandibular - APM III

Esta modificação mais recente do Aparelho de Protração Mandibular fez com que sua confecção se tornasse mais fácil e rápida, reduzindo o desconforto e o número de quebras.

APRESENTAÇÃO DO APARELHO

Componentes

1. Tubo Maxilar: Composto por um pedaço de tubo telescópico (aproximadamente 27 mm) com 1.0 mm de diâmetro soldado a um fio de aço 1.0 mm (Dentaurum) em forma de “U invertido ou ferradura” em sua extremidade, formando o encaixe para a trava molar.





2. Trava Molar: Segmento de fio 0.9mm de aço inoxidável com uma alçaem sua extremidade, encaixada no tubo maxilar. A outra extremidade será inseridano tubo do primeiro molar superior e dobrada em 90graus, travando o APM.

3. Haste Mandibular: Formada por um pedaço de fio de aço inoxidável 0.9 mm (Dentaurum), com uma dobra de 90graus e uma solda em sua extremidade. Esta haste será inserida no tubo
maxilar e em sua outra extremidade, no looping do arco inferior.





MATERIAL NECESSÁRIO PARA A CONFECÇÃO DO APM
  • Maçarico;
  • Alicates 139, 74 e alicate de corte pesado;
  • Fio 1,0 mm de aço;
  • fluxo p/solda e solda prata ;
  • Tubo telescópico 1.0.



CONFECÇÃO DO APM
• Inicialmente, contorna-se o arco inferior de aço inoxidável 0,019”x0,025” com alças em “O” distais a cada canino. Estas alças são confeccionadas contornando duas vezes o alicate “Tweed loop” e devem ficar para o lado oclusal. Este arco deverá ser amarrado justo aos tubos dos molares inferiores, para se evitar excesso de vestibularização dos incisivos inferiores.

É nesse "O" que será inserida a haste mandibular com a solda na ponta, de forma que esta solda sirva de trava. Então, quando for confeccioná-lo deve-se ter em mente o diâmetro que ficou a solda para não passar pelo espaço.

• Para a confecção da haste mandibular, retifica-se um segmento de fio de aço 0,9 mm e dobra-se 90graus em uma das extremidades e com um ponto de solda na extremidade do menor lado da dobra. Esta haste será inserida(de lingual para vestibular )nas alças (looping) do arco inferior e vai deslizar no interior do tubo maxilar.



•O tubo maxilar é formado por um segmento de tubo telescópico de 1,0 mm com aproximadamente 27 mm de comprimento soldado a um segmento de fio de aço inoxidável 1,0mm.



• Este fio é retificado e com o alicate Tweed faz-se uma dobra em forma de “U” invertido



A seguir, angula-se a dobra em 45graus,



solda-se esta dobra no tubo telescópico,




Corta-se o excesso de fio deixando aproximadamente 5 mm,




e solda-se com a solda prata.



• Para a confecção da trava molar retifica-se um segmento de fio 1,0 mm e com o alicate Tweed dobra-se em uma extremidade, que será inserida na alça em “U” do tubo maxilar. A outra extremidade da trava molar será destemperada, para ser dobrada posteriormente no tubo do primeiro molar superior.



INSTALAÇÃO E ATIVAÇÃO DO APM
• Após a confecção e instalação do arco inferior com looping, mede-se o tamanho do tubo maxilar, pedindo ao paciente para protruir a mandíbula, até o avanço desejado.

• Corta-se o tubo no tamanho medido e insere-se a haste mandibular do mesmo tamanho, no looping do arco inferior e a seguir, no tubo maxilar.

• Dobra-se a extremidade livre da trava molar, fazendo inicialmente, um ângulo de 90graus e depois, uma dobra paralela, voltando a ponta da trava para distal.

• A ativação pode ser feita através da inserção de uma mola de Níquel-Titânio no tubo maxilar, aumentando-o.


Observação: Nas partes que poderia ter alguma dúvida coloquei em vermelho observações tentando explicar. Se ainda restar dúvidas podem entrar em contato comigo.

8 comentários:

Andrea disse...

Muito bacana a explicação da confecção do APM. Quero utilizá-lo em um paciente, porém não tenho condições de confeccioná-lo. Vc conhece algum protetico em BH q saiba fazer? o q vc sugere p/ orientá-lo?
Muito legal seu blog
abçs
Andrea

Ricardo Nader disse...

Aí em Bh eu não conheço. A confecção dele é muito simples, o que você pode fazer é imprimir estes dois artigos que eu coloquei aqui e mostrar para o protético. Eu posso te mandar no seu email os originais e tenho ainda um outro da Rosely Suguino que sugere algumas alterações na sua confecção.
Qualquer dúvida entre em contato pois tenho bastante informação deste aparelho aqui, inclusive vou fazer uma outra postagem com uma entrevista que o Dr. Carlos Martins deu para a Dentalpress onde ele dá muitas dicas clínicas sobre o APM.

Andrea disse...

OI RICARDO, muito obrigada! eu gostaria sim dos artigos originais. Vou mostrar ao protético. abç

Ricardo Nader disse...

Me passe o email para eu te enviar os artigos.

alexandre disse...

RICARDO,
ESTOU PRECISANDO DE ARTIGOS DO APARELHO P M W ( APM MODIFICADO ). SE TIVER E PUDER ME ENVIAR AGRADEÇO

ALEXANDRE LADEIRA

Fabricio disse...

OI RICARDO.PROCURANDO ARTIGOS SOBRE APM , ENCONTREI SEU BLOG.ESTOU FAZENDO MINHA MONOGRAFIA SOBRE OS APM(S).SE VOCÊ PUDER ME AJUDAR ENVIANDO ALGUNS ARTIGOS , FICAREI MUITO GRATO.ABRAÇO.fabricio.pbonfim@gmail.com

Ana Paula disse...

Oi Ricardo, gostaria que me passasse o que puder sobre a confeccao do APM, sou protetica e uma profissional me pediu para fazer, achei seu blog e acho que vc pode me esclarer muito. se possivel me passa por email bonifacio.ana@hotmail.com
desde ja agradeco
abraco

ivanasev disse...

oi ricardo meu nome e ivana severo, sou de recife e estou fazendo minha monografia sobre apm, se vc puder mandar algum artigo atual sobre este assunto lhe adradeceria muiiiiiito....