05 outubro 2009

Artigo Traduzido - Clear Aligner, uma opção estética para tratamento ortodôntico: fabricação e aplicações

Tae Weon Kim, DDS, MSD, PhD, and Jae Hyun Park, DMD, MSD, MS, PhD



Este artigo é uma página na internet que eu traduzi livremente, sem necessariamente colocar as mesmas palavras do texto. Qualquer correção por favor coloquem nos comentários.


Introdução

O tratamento ortodôntico em adultos tem tradicionalmente sido focado em ser discreto e interferir o mínimo possível no estilo de vida dos pacientes. O Clear Aligner pode mover os dentes facilmente sem o uso de braquetes. Por ser transparente e removível pacientes de qualquer idade podem usá-los especialmente aqueles que desejam uma opção estética de tratamento.

O Clear Aligner é um aparelho ortodôntico eficiente que é produzido periodicamente. Pode ser produzido pelo ortodontista ou pelo clínico facilmente com um bom custo-benefício.

O Clear Aligner é fabricado em intervalos de 3 a 6 semanas a partir moldagens para confecção de modelos de trabalho. São usadas lâminas de plástico ( acetato ?) e uma máquina à vácuo ( as mesmas usadas para fazer placas de clareamento). Diferentes lâminas são termoformadas nos modelos em que foram realizados os setups para produzir movimentos dentários.

As lâminas apresentam três espessuras diferentes:0.020, 0.025 e 0.030 polegadas.

Na primeira semana usa-se a placa com 0.020 , na segunda semana a 0.025 e na próxima a de 0.030. O profissional pode alterar o momento de mudar para a placa mais espessa avaliando a movimentação dentária e o conforto do paciente.

As placas alinhadoras ( aligners) são fabricados a partir de modelos feitos em cada visita do paciente. Isto permite mudar o plano de tratamento durante o seu curso.


Procedimentos laboratoriais

Traçando a linha de referência

Para medir o movimento dental, linhas de referência são marcadas nos modelos. Linhas verticais e horizontais são marcadas e estendem dos dentes até a gengiva. Com o objetivo de avaliar a quantidade de movimentação do dente as linhas horizontais extendem-se aos dentes vizinhos.


Linhas de referência traçadas por vestibular e palatino


Serrando

Com uma serra de 0.25mm os dentes que serão movimentados são removidos dos modelos. Neste momento tome cuidado para não danificar as faces do dente.





Se for preciso fazer stripping faça após o alinhamento. Por que se for feito antes, as superfícies interproximais podem ficar irregulares diminuindo a estabilidade do tratamento.


Se no plano de tratamento o stripping for realizado no início, os dentes dos modelos podem ser separados com a serra. Contudo, se a redução interproximal não for necessária ou se desejar fazer expansão é aconselhado não usar a serra. Neste caso use uma broca cônica para fazer os cortes lingual, vestibular e cervical preservando os pontos de contato.

Os pontos de contato serão posteriormente removidos com uma lâmina de bisturi.



Realinhamento

Os dentes que serão movimentados são montados nos modelos nas suas posições ideais. Primeiramente remova o excesso na base do dente que será movimentado pois ele dificulta o movimento. O dente é então fixado com cêra e as distâncias horizontais e verticais são medidas. Depois de comparar com o modelo anterior, se a posição for ideal, o dente é então fixado com resina. Não use cêra pois ela não irá suportar a temperatura da máquina de vácuo. Pode-se preencher a região da gengiva com um certo excesso de resina pois isso diminuiria a pressão da placa nesta região aumentando o conforto do paciente.

Para avaliar a movimentação dentária uma régua de Bernklau( dentaurum) pode ser usada. Contudo, para avaliar com mais precisão há um programa , software CLEAR-ALIGNER, que é recomendado ( não encontrei para download). O movimento de apenas um dente pode ser visualmente verificado, mas quando se movimenta mais dentes fotos digitais são usadas no software para uma correta visualização.



Recortando a placa

Depois que a placa é moldada, é removida do modelo com uma tesoura curva ou com discos. Tenha cuidado para não deformar a placa no momento da remoção. Os limites da placa extendem-se de 3 a 4mm em direção cervical com excessão da região lingual dos dentes inferiores que deve ir o mais gengival possível, usualmente algo em torno de 5mm. Isto irá reduzir o desconforto da língua ( "tongue awareness") nesta região. A bordas das placas são arredondadas para reduzir o desconforto do paciente.

Remova o plástico na margem distogengival vestibular do último molar, isto facilita a remoção do aparelho pelo paciente.



Entrega do aparelho


Inicialmente, as diferentes placas ( espessuras) são identificadas para evitar que misturem. A placa é assentada de posterior para anterior. O paciente pode sentir a placa apertada no início. Isto ocorre por que a placa está em temperatura ambiente, assim que ela estiver na boca ela expande-se lentamente.

Para aliviar uma placa muito apertada, corte as pontas de indentações interproximais na parte interna da placa. Quando a placa estiver muito solta pode-se fazer retenções com alicates especialmente desenvolvidos para o Clear Aligner.

Quando o aparelho estiver na boca, peça ao paciente para fechar a boca levemente. Se ele reclamar que está muito apertado remova o aparelho e verifique a quantidade do movimento no modelo. Se o desconforto for causado por movimento excessivo, a placa deve ser refeita.

Em alguns pontos da gengiva a placa pode causar pequenas isquemias. Ao observar estas isquemias faça desgastes, não mais que 1mm de espessura, na parte interna da placa nas regiões correspondentes ( quem faz guia cirúrgico sabe do que eu estou falando).

O paciente deve usar o aparelho pelo menos 17 horas por dia, inclusive dormir com ele. Instrua-o a apertar o aparelho até ele assentar confortavelmente. A ação mastigatória aumenta a força ortodôntica e reduz a fricção entre o aparelho e o dente.

A cooperação do paciente é fundamental, principalmente em casos de intrusão. A base dos dentes que serão intruídos é removida nos modelos de trabalho e um novo setup é confeccionado para produzir o Clear Aligner de intrusão. Exercícios mastigatórios previnem a extrusão dos dentes posteriores, o que resulta na intrusão dos dentes anteriores.



Discussão

Assim como em qualquer tratamento ortodôntico, todos os exames e análises devem ser feitos no paciente antes do uso do Clear Aligner. Não é recomendado misturar diferentes movimentos. Por exemplo, não é recomendado fazer expansão e rotação dos dentes ao mesmo tempo. Neste caso uma excessiva quantidade de força é aplicada e forças extrusivas vão desenvolver. O alinhamento deverá ser realizado após o ganho de espaço ou expansão.


Conclusão

Os autores acreditam que as possibilidades do Clear Aligner são extensas. Ele pode ser usado para correção de apinhamentos, fechamento de espaços, expansão/contração, casos que recindivam, tratamentos interdisciplinares, e como contenção ativa e/ou passiva. Como o paciente usa o Clear Aligner por um determinado período de tempo, a movimentação ocorre rápida e eficientemente por que o aparelho toda a superfície dos dentes. O Clear Aligner pode ser usado como alternativa para aqueles pacientes que relutam em utilizar o aparelhos convencionais.


Observação: Amigos, sei que há vários erros de português nas minhas traduções. O espaço dos comentários está aberto para correções e sugestões.

5 comentários:

Ricardo Ferreira de Paula disse...

Muito legal, lembra outro sistema que usa placas de acetato, em que se enviava os modelos para um laboratório e eles confeccionavam diversas moldeiras. Esse é mais "home made" :)

Abs!

Ricardo Nader disse...

Você está falando do Invisalign? Recentemente eu entrei em contato com eles para saber os valores das placas e o custo para ser credenciado, etc. É bastante caro, fora dos padrões que os meus pacientes pudessem pagar.Gostei do home made!

Andrea disse...

É muito interessante mesmo! Mas temos uma brasileira que desenvolveu essa mesma tecnica, com uma simplicidade e eficiencia surpreendentes. Saí de BH para fazer seu curso em SP. o nome do aparelho é Be Flash. Tem um site com este nome. Por coincidencia essa semana fiz o meu be flash para verticalizar o 48 e descruzar o 16. Já usei o aparelho numa prima e deu resultado. Mas dói.

Ricardo Nader disse...

Os níveis de força devem ser bem altos . Pode ser interessante para realinhar um incisivo inferior que recindivou, etc. Mas para grandes movimentações eu fico com os braquetes.

Andrea disse...

È isto mesmo!! o aparelho é fantástico qdo bem indicado. ex> abrir espaço pré protético, verticalização de molar, alinhar um dente, etc mas para alinhamento e nivelamento nada melhor q os braquetes. e no curso ela fala isso.